Deputado afirmou que não existem ‘traficantes evangélicos’ ao falar sobre reportagem .

O deputado federal Marco Feliciano (Podemos-SP), criticou uma reportagem publicada pelo jornal Estado de São Paulo sobre casos de intolerância religiosa que estariam sendo cometidos por traficantes evangélicos. Em publicações nas redes sociais, o político disse ser impossível uma associação entre tráfico e Evangelho.

– Não existem traficantes evangélicos. Ou é evangélico e não é traficante, ou é traficante e não é evangélico. Aceitar Jesus significa renunciar ao crime – escreveu.

Marco Feliciano criticou reportagem do jornal Estado de São Paulo
Marco Feliciano criticou reportagem do jornal Estado de São Paulo/ Foto: Reprodução
Marco Feliciano criticou reportagem do jornal Estado de São Paulo
Marco Feliciano criticou reportagem do jornal Estado de São Paulo/ Foto: Reprodução

A reportagem questionada por Feliciano, afirma que uma vertente de uma facção criminosa, que seria composta por traficantes ‘evangélicos’, estaria destruindo terreiros de umbanda na Baixada Fluminense do Rio de Janeiro. De acordo com a publicação, cerca de 200 terreiros estariam sob ameaça.

O parlamentar afirmou que bastaria consultar a Bíblia para constatar que a filosofia cristã prega o pacifismo e a paz como princípios básicos. Ele ainda escreveu, que o jornal foi parcial ao abordar o assunto. Segundo Feliciano, em ocasiões onde o inverso aconteceu, nenhuma reportagem foi escrita sobre o tema.

Fonte: Pleno News

Written by

Matriz Africana

Movimento político de união e acolhimento "Matriz Africana", que visa agregar, unir, acolher, conectar e informar a todos os adeptos de religiões de Matriz Africana de forma que se possa empoderar, garantir direitos e proteger a liberdade de culto e os povos de axé. Aqui se troca conhecimento, informação e apoio.